Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

MANUAL DA MODA

Para Mulheres (im)Perfeitas

Magazine XL #24

Metade Real, Metade Perfeita

Parece que temos aí uma nova onda viral a inundar as redes sociais, que consiste em tirar selfies com metade da cara pintada e outra por pintar com a hashtag #thepowerofmakeup. Este movimento foi iniciado pela conhecida guru de tutoriais de beleza Nikkie Tutorials, como forma de protesto. Protesto? Pois, ao que parece existem muitas pessoas, pelo mundo fora, que consideram que quem usa maquilhagem sofre de falta de auto-estima, futilidade, vaidade e, ainda outros, pensam que é apenas para agradar aos homens. Deixo-vos aqui o vídeo que já alcançou mais de 17 milhões de visualizações:

 

Ora bem, eu estou indecisa no que toca a este assunto, por vários motivos:

1. Eu defendo a liberdade pessoal. Por mim, cada um faz o que quer e bem entender para se sentir bem, desde que não seja causar dor ao outro. Acho que a vida é demasiado difícil… Não precisa de ser mais! Deixar de ser feliz, porque outros não aprovam o meu estilo de vida ou as minhas escolhas, é algo que não me assiste! Posto isto, não tenho nada contra quem usa maquilhagem transformativa! Até gosto de ver e acho os resultados incríveis!

 

2. Tudo muito bem, mas só que não! Eu tenho um pequeno problema… É que eu defendo a beleza real. Para mim, não existe real ou perfeito. A perfeição está na realidade… Na imperfeição! E porquê? Acredito que somos mais felizes quando gostamos de nós pelo que somos! Acredito nesse poder! E esse poder, na minha opinião, é mais transformativo que qualquer maquilhagem. E é aqui que a porca torce o rabo… Então, este protesto foi direccionada para a minha pessoa?!? Será que me serviu a carapuça? Serei eu uma das pessoas que acha que a maquilhagem é para quem sofre de falta de auto-estima, futilidade e vaidade?

 

3. Não faz sentido… Porque eu uso maquilhagem! Logo, se o protesto era para mim, não funcionou! Não uso maquilhagem transformativa, porque defendo a beleza natural (lá está!). Uso o básico e o mais natural possível, excepto em ocasiões especiais. E porque uso eu maquilhagem? Sofrerei de falta de auto-estima, futilidade e vaidade? Talvez, um pouco de vaidade, sim. Assumo e, sendo saudável, não vejo qual é o problema! Gosto de me arranjar, porque sinto que dedico tempo à minha pessoa. Gosto de me mimar, porque tenho valor. Eu valorizo-me! Será para agradar os homens? Ahaha, claro! Eles até gostam disso e tudo! (ironia) Então, porquê? Essencialmente, para além do que já disse, eu uso maquilhagem para disfarçar o cansaço, logo diria, por motivos profissionais. Dá energia à minha imagem e isso reflecte-se na forma como encaram o meu trabalho. Ao fim-de-semana, para ser sincera, dou algum descanso à minha pele! E nem me preocupo!

 

Resumindo e concluindo, aceito que muitas mulheres que se pintam podem fazê-lo por prazer e diversão, como a Nikkie defende no vídeo. No entanto, não concordo que o façam para se tornarem perfeitas! Não concordo com o título e não defendo esse tipo de poder de maquilhagem, porque é uma forma de negação da nossa imagem. Então em que pé fico?! Concordo com este protesto, ou não? Hum…

 

E vocês, o que acham?

 

Beijinho,

Carla

 

Artigos Relacionados:

Descubra 10 coisas que os homens não acham atraentes! Clique aqui.

 

Já nos segue pelo facebook? Clique aqui.

Gostou do artigo?

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.