Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

MANUAL DA MODA

Para Mulheres (im)Perfeitas

Espelho, Espelho Meu #134

Que vestido preto, escolhi eu?

Ontem, mais ou menos por esta hora, prometemos dicas e sugestões para arrancar do armário aquele vestido preto que só usa em dias de festas ou ocasiões especiais. Ora bem, quem me conhece sabe que uso, sem problemas ou rodeios, embora os quilos a mais sejam evidentes (eu perco muita coisa, menos o que quero...), vestidos pretos, no meu dia-a-dia, como podem ver aqui e aqui. Por isso, não seria, propriamente, desafiante se optasse por um vestido com o qual já me tenham visto, certo? Então, escolhi o vestido mais sexy, justo e decotado que comprei no Manual da Moda há alguns anos (e que ainda me serve, iupiiiiii!) e que só uso, única e exclusivamente, para uma saída mais especial. Como transformá-lo num visual diurno? Eis a questão! A minha sugestão é contrastar com outras peças mais descontraídas, como este colete que já mostrei aqui. O que é que este colete faz? O padrão, o comprimento e o material sobrepõem-se ao vestido tornando-o, apenas, numa base de cor, retirando qualquer vestígios de sensualidade, impróprios para horário infantil. E assim, num estalar de dedos, têm um visual adequado para usar durante o dia e, tirando o colete, durante a noite. Simples, não é?

 

Para tornar o look mais descontraído, escolhi, por cortesia da Óptica Médica Rogério que abriu um espaço novo, recheado de elegância e bom gosto, em Matosinhos, o modelo Stardust da marca Spektre que, para além de ser, razoavelmente, acessível, aposta num design actual e com uma pitada de irreverência, tal como eu gosto.

 

Colete | Vestido | Mala (Primadona): Loja Manual da Moda (sem stock)

Óculos Spektre: Óptica Médica Rogério (facebook)

 

Que tal? Gostaram do resultado?

 

Beijinho,

Emília

 

Estamos a oferecer uma mala da Primadona. Já participou? Clique aqui.

Gostou do artigo?

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Manual da Moda 16.02.2016

    Quando falo no meu peso é por uma questão de demonstrar que tenho consciência da forma do meu corpo. Já há muitos anos que cheguei à conclusão que não sou muito feliz se estiver constantemente a pensar no que posso ou não comer.

    No entanto, defini um peso máximo que faço de tudo para não ultrapassar, porque nesse caso sinto-me mal comigo e com a minha imagem. E aí sim, preocupo-me!! Eu é que tenho de apreciar a minha imagem. Gosto de desporto, gosto de uma vida saudável...o meu problema é que também gosto de outras coisas!!

    No entanto, SOU DA OPINIÃO que nem tudo fica bem em todos os corpos, sejam mais magros ou gordinhos, mais do que a gordura é a forma do corpo que é importante no momento de escolher a roupa.

    Beijinhos e um bom dia!!!
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.